Com grande participação popular, Prefeitura e Comunidade realizam o 33º Festival da Laranja da Lajinha

Evento que já é tradição no calendário de festividades de Teófilo Otoni reafirma o potencial da Comunidade na produção de um dos frutos mais populares do Brasil

Quem passou pela BR-116, próximo à comunidade da Lajinha, neste domingo, 08/07, percebeu a grande movimentação de veículos e populares. Milhares de pessoas se reuniram para prestigiar o 33º Festival da Laranja. A festividade é tradição na Comunidade da Lajinha e neste ano foi celebrada mais uma vez ao lado da Escola Estadual de Liberdade. Em pouco tempo desde a abertura às 11 horas, a área central com mesas e cadeiras destinada aos visitantes já estava lotada.

Organizado pelos moradores da Lajinha em parceria com a Prefeitura de Teófilo Otoni, o festival contou com a presença de vários representantes do Governo Municipal, incluindo o prefeito Daniel Sucupira e secretários, além de visitantes de comunidades próximas como Brejaúba, Liberdade, Cedro, Capitólio, São José, Jaqueira, Santana e Córrego da Serra.

Uma oportunidade de mostrar a safra de laranja como fruto típico da região, o evento teve uma variedade em barracas de comidas, salgados, bebidas e doces. Outras atrações foram o bingo de um bezerro, apresentações de dança e shows musicais.

O prefeito Sucupira com a primeira-dama, Graziele Sucupira, participou de uma das apresentações junto aos moradores locais e destacou como o apoio das comunidades dá um impulsionamento na realização de trabalhos pela prefeitura. “Estou muito feliz de participar de mais uma edição desta festa que mostra o quanto a Lajinha é um lugar abençoado, que tem pessoas sérias, trabalhadoras, que se dedicam em mostrar e exportar não só a produção de laranja, mas daqui também sai muitas flores e mudas para outras partes do país”, contou Sucupira.

Um dos pontos altos da cerimônia de abertura foi a homenagem por parte da Família Rodrigues, colaboradora todos os anos na realização do evento, à fundadora do festival, Maria Telca Teixeira. Atualmente ela mora em outro Estado e veio especialmente prestigiar a 33ª edição da festividade, recebendo das mãos de Silvio Rodrigues (Seu Silvio da Lajinha) um quadro em homenagem por ter sido a precursora do evento.

Em meio à diversidade de expositores no evento estava Laura Doces, moradora da região e presente em todas as edições do festival. Apresentando doces cristalizados, em compota, de corte, além de licores sabor laranja e outras frutas, ela disse que os produtos tiveram boa vendagem. “A festa está maravilhosa e é muito bom fazer parte dessa história”, resumiu a doceira.

Quem também curtiu o domingo diferente onde pôde encontrar os amigos foi Marfisa Oliveira. Foi a segunda vez que ela visitou o Festival da Laranja e aprovou. “Muito bom estar aqui novamente. Aguardei pelo momento de venda de tangerinas, mas, para minha surpresa, elas foram distribuídas”, contou a visitante.

Publicado em 09/07/2018, em Educação e Cultura.