GERAL >

Prefeitura elabora projeto e Teófilo Otoni é contemplada com Programa da Agência Nacional de Águas

Trata-se do Programa Produtor de Águas, que visa beneficiar áreas degradadas pela escassez de recursos hídricos no município

Mais uma ação em benefício dos produtores rurais e pequenos agricultores de Teófilo Otoni: o município foi contemplado com recursos iniciais na ordem de 390 mil reais do Programa Produtor de Águas, da Agência Nacional de Águas (ANA). O programa visa melhorar a oferta de água em áreas onde há maior escassez. Apenas dois municípios no Vale do Mucuri foram agraciados pelas ações do programa, e em Teófilo Otoni isso foi possível graças ao empenho do Núcleo de Projetos e Captação de Recursos (NPCR) da Prefeitura Municipal, que em conjunto com entidades educacionais e ambientais elaboraram e submeteram um projeto nesse sentido.

De acordo com Sérgio Franca, Cabeceira de São Pedro é um dos locais beneficiados pelo programa

De acordo com Sérgio Franca, Cabeceira de São Pedro é um dos locais beneficiados pelo programa

De acordo com o secretário municipal de Agropecuária e Abastecimento, Sérgio Franca, até a liberação do recurso, previsto para 2018, comunidades da região que sofrem com escassez de água serão beneficiadas com outra iniciativa: o Projeto Barraginhas. “Dando início a este projeto, poderemos atuar na captação de água e reabastecimento dos lençóis freáticos, aumentando assim a oferta de água para a região de Cabeceira de São Pedro e outras comunidades rurais”, contou Franca.

Rossini Matos disse que o programa vai melhorar a quantidade e qualidade da água

Rossini Matos disse que o programa vai melhorar a quantidade e qualidade da água

Para o especialista em Recursos Hídricos da ANA, Rossini Matos, que esteve em Teófilo Otoni para reunião com os envolvidos no Programa Produtor de Águas para o município, há todo um processo educativo a ser desenvolvido com os produtores beneficiados. “A água da chuva cai na propriedade deles, que são os locais onde a gente quer reter essa água para poder fornecê-la à população”, explicou. Ele adiantou que o programa vai inicialmente trabalhar na área próxima à barragem da Copasa, onde serão feitas atividades de recuperação florestal, recuperação do solo com construção de terraços e barraginhas para aumentar a infiltração da água, aumentando assim a qualidade e quantidade desse recurso para a população.

Publicado em 07/12/2017, em GERAL.